UBE

CPAD: HÁ 70 ANOS PUBLICANDO A PALAVRA DE DEUS

13 março 2010

 cpad

Hoje (13), a Casa Publicadora das Assembléias de Deus – CPAD, completou 70 anos de atuação no Brasil e exterior. Consolidada como a representante oficial da igreja, é a maior editora evangélica da América Latina.

Relatamos abaixo uma síntese de sua história:

Em 1940, na então capita da República, o Rio de Janeiro, a Casa Publicadora das Assembléias de Deus (CPAD) organizou como instrumento de veiculação da literatura evangélica e doutrinária no Brasil.

Sob exigência do Estado Novo, um grupo de obreiros se arregimentaram em caráter oficial e jurídico para fundar a editora assembleiana. Foram eles: Lauro Soares, Arquimedes Pinto Vasconcelos, Cícero Canuto de Lima, Sansão Batista, samuel Nyström e Francisco Leopoldo Coelho. Anos depois a CPAD tornou-se a maior editora evangélica da América Latina.

O parque gráfico da CPAD começou a funcionar em 1948, graças ao esforço dos pioneiros: missionários J. P. Kolenda, Nels Nelson e Lawrence Olson, que foram para o exterior captar recursos para a compra das primeiras máquinas.

Desde então, a editora enfatiza a doutrina bíblia e os usos e costumes que caracterizam a igreja genuinamente pentecostal.

Os principais canais de veiculação foram o jornal Mensageiro da Paz, que foi fundado em 1930, antes mesmo da oficialização da gráfica.

Por decisão da Convenção Geral que aconteceu em Natal-RN, em 1929, o Mensageiro da Paz tornou-se o órgão oficial das Assembléias de Deus.

Narra a história que nas primeiras décadas, cada igreja tinha o seu vendedor, que percorria de banco em banco com os exemplares do “Mensageiro” debaixo do braço; muito semelhante ao que acontece hoje com o Jornal A Voz, veículo de informação da Assembléia de Deus em Mossoró-RN, que abrange toda a região Oeste do estado.

Em setembro de 1956, foi lançado a revista “A Seara”,  com conteúdo inovador, porém salutar, proporcionou a liderança nacional novas ferramentas à denominação. Enfatizando o valor da cultura, a revista amenizou o distorcido pensamento que apresentava a igreja como inculta e simplista.

Outro periódico importante dentro da história da CPAD foi “O Obreiro”, lançado em 1977. A revista é voltado especialmente para os ministros e oficiais da Assembléia de Deus, pincelando assuntos de caráter administrativo e doutrinário. 

Atualmente a CPAD tornou-se a maior editora evangélica da América Latina, como uma empresa moderna, compromissada em promover o Reino de Deus.

Como editora confessional, a CPAD assume seu posicionamento editorial em conformidade com a doutrina evangélica-pentecostal, proclamada pelas Assembléias de Deus no Brasil.

Hoje sua atuação abrange as áreas:

Segundo informações do site da CPAD,  na última década o número de tiragens das revistas de Escola Bíblica Dominical, saltou de 1 milhão para mais de 2,2 milhões trimestrais.

Na atualidade a empresa possui equipamentos de última geração, dinamizando os trabalhos com excelente qualidade, o que rendeu a CPAD alcançar a marca de mais de 700 mil livros vendidos.

Hoje, 13 de março de 2010 aconteceu a festa de aniversário em comemoração aos 70 anos da CPAD no Centro de Convenções Sul América no Rio de Janeiro.

Parabenizamos a CPAD por ser instrumentalizada pelo Senhor na proclamação do Evangelho e edificação de incontáveis vidas compradas pelo precioso sangue de Cristo.

Fontes:

OLIVEIRA, Joanyr. As Assembléias de Deus no Brasil. 1ª ed. – Rio de Janeiro: Casa Publicadora das Assembléias de Deus, 1997.

http://www.cpad.com.br/cpad/paginas/quem_cpad.htm

Nenhum comentário :

Postar um comentário

COMENTE, todavia seja respeitoso e identifique-se, comentário "anônimo" não será postado. Obrigado!

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
 
Copyright © 2015. O ASSEMBLEIANO .
Design by Herdiansyah Hamzah . Published by Mais Template .
Creative Commons License