UBE

OUSADIA EM NOME DA FÉ OU DESCONHECIMENTO BÍBLICO?

11 maio 2010

2518667673_6ef369c26d “Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda”. Judas 9

 

Outro dia ouvi um jovem pregador bradar: “Saí da frente Satanás, quem está ordenando é Fulano de Tal!”

Pois bem, vale a pena consideramos o texto sagrado de Judas 9, na tentativa de entendermos a nossa condição diante dos seres espirituais.

A angelologia, a doutrina teológica que estuda os seres angelicais, classifica Miguel – do grego Michael, e do hebraico Mika’el – como um dos anjos mais poderosos, classificado na hierarquia como Arcanjo.

Arcanjo é a classe e Miguel o seu nome, que significa Quem é como El (Deus)?

A Bíblia revela a existência de um único Arcanjo, Miguel. As únicas duas vezes que ocorre o termo grego archangelos, "arcanjo", é 1Ts 4:16 “Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro”. A outra ocorrência é Jd 9. Note que o  termo aparece no singular, ligado unicamente ao nome de Miguel, concluindo que só exista um anjo na categoria de Arcanjo, ou anjo-chefe, e que esse Arcanjo chama-se Miguel.

Miguel aparece na Bíblia primeiramente em Daniel 10.13 que diz: “Mas o príncipe do reino da Pérsia se pôs defronte mim vinte e um dias, e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para me ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia”.

O relato segue, no versículo 21 está escrito: “Mas eu te declararei o que está escrito na escritura da verdade; e ninguém há que se esforce comigo contra aqueles, a não ser Miguel, vosso príncipe”.

No capítulo 12 e verso 1, Daniel profetizou acerca dos últimos tempos, ele declarou: “E, naquele tempo, se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta pelos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele tempo, livrar-se-á o teu povo, todo aquele que se achar escrito no livro”.

A tradição judaica afirma que o Miguel foi designado por Javé como o Guardião militar de Israel.

No Novo Testamento em apenas duas ocasiões Miguel é citado, Judas é a primeira delas. O outro texto é Apocalipse 12 e 7: “E houve batalha no céu: Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão; e batalhavam o dragão e os seus anjos.”

Apocalipse e Daniel apresentam Miguel em situação similar – guerreando.  Os rabinos contemporâneos coadunam com os antigos na crença da designação militar de Miguel como Protetor do exercito de Israel.

O relato de Judas no versículo 9, sobre o incidente entre o arcanjo e Satanás não está registrado na Escritura canônica, o que a Bíblia afirma em Deuteronômio 34.5,6 é: “ Assim, morreu ali Moisés, servo do SENHOR, na terra de Moabe, conforme o dito do SENHOR. Este o sepultou num vale, na terra de Moabe, defronte de Bete-Peor; e ninguém tem sabido até hoje a sua sepultura”.

Moisés morreu, porém sua sepultura está oculta aos homens, Deus escondeu o seu túmulo.

O Cânon não diz, mas há um antigo livro apócrifo chamado “A Assunção de Moisés” que narra a discursão entre Miguel e o diabo. De acordo com o livro, o arcanjo se preparava para sepultar o corpo de Moisés, quando Satanás lhe apareceu reivindicando o corpo, alegando que por direito ele lhe pertencia, pois Moisés havia cometido um assassinato (Ex 2.12).

Diante das especulações fraudulentas do “Pai da mentira”, o arcanjo Miguel não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele. Mesmo um anjo tão poderoso como Miguel, não confiou em sua própria força e autoridade, antes evocou o poder a autoridade do Senhor.

Segundo as tradições judaicas, os anjos, mesmo os mais poderosos não ousam afrontar com juízo próprio os poderes das trevas. Não que eles não tenham poder, mas por prudência.

Ora, se o arcanjo Miguel, o anjo mais poderoso de Deus não ousou confrontar o diabo, imagine nós!

E o que será do jovem pregador?

Amados, não é fraqueza, ou como muitos podem pensar covardia, é uma questão de prudência. Não podemos sair gritando por aí desafiando os poderes das trevas, Paulo nos advertiu: fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo; porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes(Ef. 6.10-12).

Ele adverte:

  • Fortalecei-vos (no Senhor);
  • Revesti-vos (de Deus);
  • Estejais firmes contra as astutas ciladas (do diabo);
  • Tomais TODA a armadura (de Deus);
  • Possais Resistir (aos ataques do inimigo)
  • Ficai firmes (depois de fazer tudo o que foi recomendado anteriormente).

Simplificando, ele disse: Se fortaleça, revista-se. Prepare-se para ser atacado pelo inimigo. Tome (adquira), toda, eu disse TODA – não esqueça de nenhum item – a armadura de Deus, para que possais resistir aos incansáveis ataques do diabo, e havendo feito TUDO, permaneça firme – na fé em Cristo.

Por que Paulo nos advertiu tão severamente?

“porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais”.

Em outras palavras:

  • PRINCIPADOS: São demônios que dominam determinados territórios, como continentes, países, estados, cidades e bairros. São também conhecidos como Dominadores.
  • POTESTADES: São demônios que atuam no cósmico – planetas e estrelas.
  • PRÍNCIPES DAS TREVAS DESTE SÉCULO: É o próprio Satanás, ele é chamado "o príncipe deste mundo" (Jo 12.31); "o deus deste século" (2 Co 4.4). "É o grande dragão"; "a antiga serpente". Ele é o principal inimigo do crente nessa batalha. Ele combate pessoalmente e comanda seus espíritos maus contra o crente.
  • HOSTE ESPIRITUAIS DA MALDADE: Essas hostes incluem várias ordens ou classes de espíritos caí­dos. O reino de Satanás é organizado em hostes especiais. Refere-se a morada dos demônios. Ou seja, todo o exercito do mal.

Observando assim, segue a pergunta: Temos mesmo a condição de bradar:

“Saí da frente Satanás, quem está ordenando é Fulano de Tal!”

Fiquemos escondidos em Jesus, n’Ele temos poder e autoridade para resistir aos ataques do inimigo.

“Em meu nome, expulsarão demônios…” Disse Jesus.

 

Bibliografias:

Comentário Bíblico do NT Aplicação Pessoal, CPAD

Comentário Bíblico Efésios – Elienai Cabral, CPAD

Teologia Sistemática – Uma perspectiva pentecostal - CPAD

Nenhum comentário :

Postar um comentário

COMENTE, todavia seja respeitoso e identifique-se, comentário "anônimo" não será postado. Obrigado!

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
 
Copyright © 2015. O ASSEMBLEIANO .
Design by Herdiansyah Hamzah . Published by Mais Template .
Creative Commons License