UBE

PALAVRA PASTORAL: “O Cristão e a Política” (1ª Parte)

09 setembro 2012

Pr. Martim Alves

“Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus,
nem aos gregos, nem à igreja de Deus”
. I Co 10.31

 

Como todos sabem estamos às vésperas das eleições municipais e todos os Membros da Igreja, como cidadãos, têm o direito e a liberdade de escolher, através do voto, os seus representantes conforme a sua consciência e suas preferências.

Através deste Boletim quero lembrar aos obreiros, membros e congregados da IEADERN que a sinceridade com que defendemos nossa doutrina e nossos princípios ao longo desses 94 anos de existência em solo potiguar, nos tem dado credibilidade perante as autoridades, e nos faz merecedores do respeito que elas têm pela nossa denominação.

Já recebi, em meu gabinete, a visita de alguns candidatos que estão pleiteando um mandato nestas eleições, e, certamente, ainda receberei de outros mais. Encaro isto como uma atribuição da presidência da instituição. Como cidadão tenho as minhas preferências. Porém, como Pastor da Igreja, tenho a convicção que pela própria natureza partidária, a política divide as pessoas.

Portanto, aconselho aos meus companheiros, pastores das igrejas filiais, coordenadores de setor, dirigentes de congregação que evitem declarar a sua preferência. A congregação não é e nem deve ser tratada como um “curral eleitoral” em que os membros são tratados como se fossem propriedade de um pastor ou de um grupo político. Lembremo-nos que a igreja é formada por cidadãos das mais diferentes correntes ideológicas, um grupo bastante heterogêneo e, como líderes temos o sagrado dever de conservar a unidade do corpo, que é a igreja, coluna e firmeza da verdade.

Nunca é demais lembrar que já vimos alguns candidatos assinarem “cartas e compromissos de intenções” durante a campanha e após a eleição fazerem justamente o contrário.

Queridos companheiros pastores, portemo-nos de modo que não venhamos a dar escândalo a ninguém. Nós fomos chamados para apascentar o rebanho de Deus. Não para ter domínio sobre ele, mas para servir de exemplo.

“Para que todos sejam um”

Martim Alves da Silva
Pastor Presidente

 


FONTE: Boletim Semanal da IEADERN, nº 967 – Setembro 2012

Nenhum comentário :

Postar um comentário

COMENTE, todavia seja respeitoso e identifique-se, comentário "anônimo" não será postado. Obrigado!

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
 
Copyright © 2015. O ASSEMBLEIANO .
Design by Herdiansyah Hamzah . Published by Mais Template .
Creative Commons License