UBE

EBD: A AUTENTICIDADE DA PROFECIA. Subsídio e Comentário

29 julho 2010

EBD-5---3t

Leitura Bíblica em Classe: Isaías 53.2-9 

 

Objetivos:

I. IDENTIFICAR a autenticidade da profecia bíblica na história;

II. EXPLICAR as lições doutrinárias do sacrifício de Cristo;

III. RECONHECER que Deus é o Senhor da história humana.

 

Conteúdo:

COMENTÁRIO EXTRAÍDO DO BLOG SUBSÍDIO EBD

 

INTRODUÇÃO

As profecias bíblicas se cumprem fielmente, tal cumprimento é uma demonstração da autoridade bíblica. Na aula de hoje, estudaremos a respeito dessa autenticidade, a fim de consolidar nossa fé. Inicialmente, definiremos o termo autenticidade, em seguida, mostraremos que as profecias se cumprem, e, ao final, destacaremos algumas profecias alusivas a Jesus, o Senhor, que já se cumpriram.

 

1. DEFINIÇÃO DE AUTENTICIDADE

O termo “autenticidade”, conforme dicionarizado, significa tudo aquilo que é legítimo, isto é, verdadeiro, digno de confiança. A profecia bíblica é legítima porque a Palavra de Deus é inspirada pelo Espírito. Isso porque toda “a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra” (II Tm. 3.16,17). Assim, “temos, mui firme, a palavra dos profetas, à qual bem fazeis em estar atentos, como a uma luz que alumia em lugar escuro, até que o dia amanheça, e a estrela da alva apareça em vossos corações. Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo” (II Pe. 1.19-21).

 

2. O CUMPRIMENTO DAS PROFECIAS BÍBLICAS

Aproximadamente 2500 profecias aparecem nas páginas da Bíblia, cerca de 2000 delas já se cumpriram. As outras 500 se cumprirão no futuro, de modo que podemos afirmar que as chances dessas não se cumprirem é de menos que um para dez. Somente Deus pode predizer o futuro, o misticismo religioso não tem esse poder. As pesquisas comprovam que as profecias místicas não cumprem, elas caem no vazio, isso porque não têm o respaldo divino. Isso reforça a máxima de Dt. 18.21-22, e, ao mesmo tempo, demonstra a autenticidade das profecias bíblicas.

 

3. O CUMPRIMENTO DAS PROFECIAS EM JESUS

Existem várias profecias bíblicas catalogadas por especialistas a respeito de Jesus. Dentre elas destacamos:

1) Seria “semente de uma mulher” Profecia: Gênesis 3:15 Cumprimento: Gálatas 4:4; Lucas 2:7; Apoc. 12:5; Mat. 1:18;

2) Seria descendente de Abraão - Profecia: Gênesis 18:18 (12:3) Cumprimento: Atos 3:25; Mateus 1:1; Lucas 3:34; Gálatas 3:16;

3) Seria descendente de Isaque (filho de Abraão) Profecia: Gênesis 17:19 Cumprimento: Mateus 1:2; Lucas 3:34;

4) Seria descendente de Jacó (filho de Isaque) - Profecia: Números 24:17 e Gênesis 28:14 - Cumprimento: Lucas 3:34; Mateus 1:2;

5) Descenderia da Tribo de Judá - Profecia: Gênesis 49:10 - Cumprimento: Lucas 3:33; Mateus 1:2-3;

6) Descendente de Davi - Profecia: Jer. 23:5 e 6 - Cumprimento: Mateus 22:41-46;

7) Seria herdeiro do trono de Davi - Profecia: Isaias 9:7 e 11:1-5; II Samuel 7:13 Cumprimento: Mateus 1:1 e 6;

8) O Seu lugar de nascimento - Profecia: Miquéias 5:2 - Cumprimento Mateus 2:1; Lucas 2:4-7;

9) A época do nascimento - Profecia: Daniel 9:25 Cumprimento: Lucas: 2:1-2 e 2: 3-7;

10) Nascido de uma virgem - Profecia: Isaias 7:14- Cumprimento: Mateus 1:18; Lucas 1:26-35;

11) A matança dos meninos - Profecia: Jeremias 31:15 - Cumprimento: Mateus 2:16-18;

12) A fuga para o Egito - Profecia: Oséias 11:1 - Cumprimento: Mateus 2:14 e 15;

13) João Baptista preparando o caminho - Profecia: Malaq. 3:1; Isa. 40:3; II Reis 1:8 - Cumprimento: Mat. 3:3; Marc. 1:4 e 6;

14) O Seu ministério na Galiléia - Profecia: Isaias 9:1 e 2 - Cumprimento: Mateus 4:12-16;

15) O Médico para todas as doenças (físicas, morais e espirituais), levando Ele mesmo os nossos sofrimentos - Profecia: Isaias 53:4 - Cumprimento: Mat. 8:17;

16) Seu ministério na região de Zebulom e Naftali - Profecia: 9:1 Cumprimento: 4:15-16;

17) Seria sacerdote como Melquisedeque - Profecia: Salmos 110:4 - Cumprimento: Habacuque 6:20; 5:5 e 6; 7:15-17;

18) O desprezo por parte do judeus - Profecia: Isaias 53:3 - Cumprimento: João 1:11; 5:43; Lucas 4:29; 17:25; 23:18;

19) Sua entrada triunfal em Jerusalém - Profecia: Zacarias 9:9; Isaias 62:11 - Cumprimento: João 12:12-14; Mateus 21:1-11;

20) Seria traído por um amigo - Profecia: Salmos 41:9 - Cumprimento: Marcos 14:10 e 43-45; Mateus 26:14-16;

21) Seria vendido por trinta moedas de prata - Profecia: Zacarias 11:12 e 13 - Cumprimento: Mateus 26:15; 27:3-10;

22) O dinheiro seria devolvido para comprar um campo de um oleiro - Profecia: Zacarias 11:13 - Cumprimento: Mateus 27:6 e 7; 27:3-5; 8-10;

23) Permaneceria em silêncio quando acusado - Profecia: Isaias 53:7; Salmos 38:13-14 - Cumprimento: Mateus 26:62 e 63; 27:12-14;

24) Seria golpeado e cuspido - Profecia: Isaias 50:6 - Cumprimento: Marcos 14:65; 15:17; João 19:1-3; 18:22;

25) Seria crucificado com pecadores - Profecia: Isaias 53:12 - Cumprimento: Mateus 27:38; 15:27 e 28; Lucas 23:33;

26) As Suas mãos e pés seriam traspassados - Profecia: Salmos 22:16; Zacarias 12:10 - Cumprimento: João 20:27; 19:37; 20:25 e 26;

27) Seria escarnecido e insultado - Profecia: Salmos 22:6-8 - Cumprimento: Mateus 27:30-44; Marcos 15:29-32;

28) Dar-lhe-iam fel e vinagre - Profecia: Salmos 69:21 - Cumprimento: João 19:29; Mateus 27:34 e 48;

29) O Seu lado seria trespassado - Profecia: Zacarias 12:10 - Cumprimento: João 19:34;

30) Os soldados lançariam sortes sobre suas roupas - Profecia: Salmos 22:18 - Cumprimento: Marcos 15:24; João 19:24;

31) Seus ossos não seriam quebrados - Profecia: Salmos 34:20; Êxodo 12:46 - Cumprimento: João 19:33;

32) Seria sepultado com os ricos - Profecia: Isaias 53:9 - Cumprimento: Mateus 27:57-60;

33) Sua ressurreição - Profecia: Salmos 16:10, 110; Isa. 53:8, 10; Zac. 6:12 e 13; Mateus 16:21; Atos 2: 24; 8:32 e 33 - Cumprimento: Mateus 28:9; Lucas 24:36-48;

34) Sua ascensão - Profecia: Salmos 68:18 - Cumprimento: Lucas 24:50 e 51; Atos 1:9.

 

CONCLUSÃO

A inspiração da profecia, isto é, sua theopneustia, é a razão pela qual podemos confiar em seu cumprimento. Jesus, o maior dos profetas, destacou que passará o céu e a terra, mas suas palavras não passarão (Mc. 13.31). A palavra humana é falha, por isso, maldito o homem que confia no homem e faz da sua carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor (Jr. 17.5), mas bem-aventurados aqueles que confiam na Palavra do Senhor, pois serão como os montes de Sião, que não se abalam, mas permanecem para sempre (Sl. 125.1).

 

INTERAÇÃO

"A história do mundo segundo o sonho do rei Nabucodonosor

A primeira profecia de Daniel foi acerca do rei Nabudonosor. Tratava dos detalhes de um sonho que o rei tivera e de sua interpretação. Daniel disse: "[...] darei ao rei a interpretação" (2.24), e então interpretou a visão do poderoso monarca sobre uma "extraordinária" (2.31) estátua com a cabeça de ouro, peito e braços de prata, ventre e quadris de bronze e pernas de ferro (2.32,33). Era um sonho sobre os futuros poderes do mundo. A cabeça de ouro era a Babilônia; o peito e os braços representavam os Medos e os Persas. Os quadris de bronze representavam a Grécia, e as pernas e os pés simbolizavam o Império Romano, em seu auge e declínio. Por fim, surge uma "pedra". A pedra representava o Messias de Israel, que feriria "a estátua nos pés de ferro e de barro", esmiuçando-os (2.34). Deus então estabeleceria seu reino, "que não será jamais destruído", referindo-se ao futuro reino messiânico de Cristo (2.44). Esta profecia transpôs o âmbito histórico e mostrou que certas características em cada uma dessas nações levariam ao reino milenial. "Na eternidade, os aspectos temporais irão fundir-se com a criação de um novo céu e uma nova terra" (Unger, Commentary, p.1619). Com o sonho de Nabucodonosor, Deus revelou o propósito de toda a história através de Daniel. Nenhum outro profeta recebeu uma revelação tão completa e precisa" .

 

daniel

 

 

Este conteúdo é de autoria do Pb. José Roberto A. Barbosa, postado no seu blog Subsídio EBD

http://www.subsidioebd.blogspot.com/

 

(LAHAYE, Tim; HINDSON, Ed. Enciclopédia Popular de Profecia Bíblica. RJ, 1.ed. CPAD, 2008, pp.175,176).

Nenhum comentário :

Postar um comentário

COMENTE, todavia seja respeitoso e identifique-se, comentário "anônimo" não será postado. Obrigado!

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
 
Copyright © 2015. O ASSEMBLEIANO .
Design by Herdiansyah Hamzah . Published by Mais Template .
Creative Commons License