UBE

19 de novembro de 2010: Centenário da chegada dos pioneiros no Brasil

18 novembro 2010

 

Pr. Samuel Câmara

O dia 19 de novembro de 1910 é um marco da ação de Deus em Belém do Pará e no Brasil. Naquele dia, provenientes dos Estados Unidos no navio a vapor Clement, os suecos Gunnar Vingren e Daniel Berg desembarcaram em Belém, na Escadinha da Estação das Docas, em obediência a uma expressa chamada de Deus. Eles não sabiam falar a língua pátria, não tinham dinheiro, não podiam contar com amigos nem instituições de apoio; em suma, não tinham nenhuma garantia. Mas, com a ajuda de Deus, lançaram as bases do maior Movimento Pentecostal do mundo e fundaram, em Belém, a Igreja-mãe das Assembleias de Deus no Brasil.

Hoje, sexta-feira, dia 19, às 17h, todos os assembleianos estarão irmanados na comemoração do Centenário da Chegada de Gunnar Vingren e Daniel Berg ao Brasil, no mesmo lugar onde os pioneiros desembarcaram.
Gunnar Vingren, no livro Diário do Pioneiro, assim descreve a chegada: “Quatorze dias após havermos saído de Nova Iorque, chegamos ao Pará. Era o dia 19 de novembro de 1910. O navio ficou fora do porto, e uma pequena embarcação nos transportou até o cais. (...) Quando desembarcamos, não havia ninguém para nos receber, mas acompanhamos as pessoas que iam para a cidade e confiamos que o Senhor iria nos guiar. (...) Chegamos a um parque e nos sentamos em um banco. Oramos a Deus, pedindo a sua ajuda e direção.”

Daniel Berg, no seu livro de memórias Enviado por Deus, assim relata: “No dia 19 de novembro de 1910, avistamos a cidade de Belém, no Estado do Pará. Estávamos ansiosos por conhecer a terra para a qual o Senhor nos enviara. Todos os passageiros tinham pressa em desembarcar. Parentes e amigos os esperavam no cais. Porém nós não tínhamos ninguém. (...) E começamos a andar até alcançarmos o jardim de uma praça. Sentamo-nos em um banco e oramos ao Senhor para que nos mostrasse o caminho que devíamos seguir. Começava a escurecer.”

Gunnar Vingren morreu cedo, em 1932, e não pôde presenciar a fase maior do crescimento da obra. Daniel Berg, porém, participou das festividades dos cinquenta anos da Assembleia de Deus no Brasil, o Jubileu de Ouro, e vivenciou boa parte de sua expansão.

O que ambos não podiam jamais imaginar era que, começando no Norte do Brasil, nasceria o Movimento Pentecostal que não somente alcançaria todos os rincões dessa grande nação, mas também se expandiria para todos os continentes e alcançaria quase todos os países do globo.
Qual é a razão desse sucesso? Como conseguiram lançar as bases de um movimento que cresce a cada dia?

Penso que os pioneiros Gunnar Vingren e Daniel Berg entenderam, como poucos, o chamado de Jesus a todos os crentes: “Ide e fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado” (Mt 28.19-20).

Eles certamente entenderam que Jesus não os mandou criar estruturas pesadas e inoperantes, tampouco subscreveu complicadas estratégias de administração. Assim, a estratégia desses pioneiros era a mesma propugnada por Jesus, de modo que a Assembleia de Deus foi criada e cresceu sob a égide de uma só planificação: ide e fazei discípulos, no poder do Espírito Santo.

Os pioneiros vieram porque foram enviados por Deus, dependendo unicamente do Seu poder, como está escrito: “Recebereis poder ao descer sobre vós o Espírito Santos, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra”, o que também incluiu Belém do Pará.

Daniel Berg e Gunnar Vingren, mesmo sem as mínimas condições de amparo humano e sem depender de nenhuma proficiência curricular, obedeceram, vieram, trabalharam arduamente, pregaram no poder do Espírito, fizeram discípulos, organizaram igrejas... e cá estamos nós comemorando o Centenário da Chegada desses pioneiros em nossa cidade.
Ao contemplar as conquistas que hoje desfruta a Assembleia de Deus no Brasil, meditando nas dificuldades enfrentadas por aqueles dois heróis pioneiros e por tantos outros que seguiram os seus passos, sentimos uma alegria indizível e temos todos os motivos para nos gloriarmos unicamente no Senhor. Podemos dizer como o profeta Samuel: “Até aqui nos ajudou o Senhor”.

Esse é um momento singular da nossa história. Venha, portanto, comemorar conosco o Centenário da Chegada dos pioneiros Gunnar Vingren e Daniel Berg a Belém do Pará, na Escadinha, às 17h do dia 19 de novembro de 2010, e vamos juntos agradecer a Deus pelo Seu grande amor.

 

Pastor Samuel Câmara

 

……

Caberia perfeitamente a inserção dos nomes de Daniel Berg e Gunnar Vingren entre os “heróis da fé” registrado eternamente na Epístola aos Hebreus, capítulo 11.

Sobre eles, ressalto o texto do versículo 38, que diz: “dos quais o mundo não digno”.

Meu saudosismo é alimentado pelos livros históricos sobre os primórdios da nossa querida Assembleia de Deus, é também fortalecido com o depoimento dos veteranos areia-branquenses, que militam desde as décadas de 30 e 40, quando o evangelho no Brasil ainda carregava a característica da mensagem original de Deus confiada aos pioneiros; homens como os presbíteros Raimundo Vicente e Antonio Gomes, e a coluna irmã “Zefa”, que percorriam dezenas de quilômetros a pé, ou no lombo do jumento para pregar a Palavra de Deus.

Choro quando ouço o relato emocionado do meu tio, Raimundo Vicente, que em companhia do meu saudoso avô Lauro, saiam de bicicletas numa segunda-feira e retornavam na semana seguinte, para ministrarem a Santa Ceia a um punhado de irmãos que residiam embrenhados nas matas da Serra do Mel, Porto do Mangue, Carnaubais e Pendências.

Vale a pena recordar. Vale muito a pena vislumbrar como seria se nos espelhássemos no passado para garantir o futuro.

 

Charlles Oliveira, o menor de todos.

2 comentários :

  1. Pastor Challes, apaz do Senhor! podemos acrescentar a esta matéria os trabalhadores da seara no rio grande do norte, principalmente no alto oeste pois fui criado na região de martins, e ainda menino vi o saudoso pastor João gomes visitando essa região as vezes a pé ou em sua Rural, pastor João batista da silva(saudoso) que evangelizou parte do nordeste montado em jumento e depois Deus o chamou para presidir a nossa igreja, como também nosso atual presidente Rev. Raimundo João de Santana que em caravanas trabalhava no sertão deste estado nos anos 70 e até o dia que suas forças permitiram, sem medir esforços levando a palavra de Deus. Esses homens de Deus contribuíram para o crescimento das Assembléia de Deus no rn, não posso deixar de falar do pastor José Herminio que pregava muitas vezes as paredes da igreja na cidade de Umarizal dizendo que Jesus salvava e muitas vidas foram alcançadas por esse missionário que ainda está na ativa evangelizando no oeste. se fôssemos mencionar todos os homens que através do seu sofrimento, vivendo dias de incertezas, passando frio, fome, chuva por este estado a fora por amor do evangelho. Sou incapaz de citar a todos, foram e alguns são incansáveis e tenho certeza absoluta que seus esforços não foram em vão e receberão suas recompensas do Senhor. Por tudo que relembrei sintam-se envergonhados os pregadores de tvs, que somente querem pregar para multidões, se hospedam nos melhores hotéis, cobram um fortuna para pregar, usam as bençãos do Senhor como moeda de troca. que Deus tenha misericórdia deles.
    moises jacob - Natal,rn
    cristaonosdiasdehoje.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Caro irmão Moisés,


    Seu relato é uma contribuição preciosa para este blog, haja vista a referência dos GRANDES nomes da 'Missão Potiguar', homens que não ostentavam posições, riquezas ou vaidades, pregam o Evangelho com amor e por amor, não tendo suas vidas por preciosas.

    Temos um patrimônio entre nós, obreiros como Pr. Raimundo João de Santana, nosso estima Presidente; Pr. Martim Alves, Pr. Diomedes, Pr. Antonio Adelino, Pr. Herminio, Pr. Antonio Marrocos, Pr. João de Deus, saudoso pastor Jocelino Cavalcante.... e muitos outros.


    Grato pelo rica contribuição, fique com Deus!

    ResponderExcluir

COMENTE, todavia seja respeitoso e identifique-se, comentário "anônimo" não será postado. Obrigado!

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
 
Copyright © 2015. O ASSEMBLEIANO .
Design by Herdiansyah Hamzah . Published by Mais Template .
Creative Commons License