UBE

Pastor americano trava briga contra “Facebook”

22 novembro 2010

Li no blog do pastor Newton Carpinteiro, que o noticiário americano está divulgando a fervorosa luta do pastor evangélico Cedric Miller contra a rede social Facebook.

O pastor americano assegura que o número de divórcio aumentou na sua igreja, em New Jersey, depois que os ‘irmãos’ ingressaram na grande rede. Em suas preleções o pastor tem solicitado que todos cancelem suas “contas” no site, para ficarem livres da tentação.

Miller entende que a mecânica do site facilita o contato com antigos amores, despertando algum sentimento “adormecido”, acarretando posteriormente o adultério.

Ele conclui afirmando aos contradizentes: “Até que a morte ou o Facebook os separe!

Então, depois do USB satânico e Bluetooth divino, agora a bola da vez é o Facebook.

Pessoalmente não gosto das redes sociais como Orkut e Facebook, mas nem por isso penso que tais suportes interativos devam ser rotulados como diabólicos; no mínimo são fontes de tentações para os despercebidos, assim como muitos outros veículos interativos, como a televisão, a Internet e o celular. A facilidade existe, mas temos que nos habituar a conviver com as novas tecnologias. Ainda não estamos no céu!

Um amigo certa vez me disse: “devemos viver como quem come um peixe: comendo o filé e evitando as espinhas”.

Costumo orientar os membros da minha igreja sobre os riscos da super exposição, é preciso tomar cuidado com as fotos publicadas, as informações pessoais e os contatos que adicionamos.

Sobre as fotos, nada que exponha a intimidade, poses sensuais e trajes indecorosos não convêm aos santos do Senhor.

Informações detalhadas sobre família e trabalho são um prato cheio para os bisbilhoteiros, que garimpam a grande rede em busca de informações privilegiada sobre suas vítimas.

Existem inúmeros relatos sobre falsos perfis, pessoas travestidas que buscam acesso no círculo privado de amigos para disseminar mentiras e colher informações sorrateiramente.

Então, cuidado.

Por outro lado, graças a rede social, foi possível localizar parentes e amigos que há muitos anos não contatava. Tudo tem os dois lados, negativo e positivo.

Redes Sociais: Use com moderação!

 

Em Cristo.

Um comentário :

  1. Pra falar a verdade eu também não gosto muito do Facebook, nem twitter, acho uma perda de tempo, eu entro no meu Facebook coloco notícias do meu blog e saio logo, não fico de papo com ninguém. Acho até muito chato. Tenho orkut e faço a mesma coisa, um dia resolvi acabar com Facebook, aí exclui todo mundo, mas depois voltei só por causa do blog, pra mim tanto faz ter ou não. Paz

    ResponderExcluir

COMENTE, todavia seja respeitoso e identifique-se, comentário "anônimo" não será postado. Obrigado!

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
 
Copyright © 2015. O ASSEMBLEIANO .
Design by Herdiansyah Hamzah . Published by Mais Template .
Creative Commons License