UBE

O Crente e a Universidade (Parte 2)

27 fevereiro 2012

o-crente-e-a-universidade

Filosofia e Religião
Pr. Walfredo Soares

prwalfredoOs fatos comprovam que nem sempre todo crente está preparado para adentrar numa Faculdade de Ensino, e se defrontar com o conhecimento secular, sem ter a sua fé abalada o que é muito lamentável; pois a Universidade deve ser para o cristão um dos locais mais apropriados, para se defender e testemunhar da sua fé em Deus, visto que, é um espaço onde as idéias são interagidas, de maneira que se torna essencial o meio para a formação dos que ali estão ou estarão durante quatro ou cinco anos, numa convivência em que serão acompanhados cada passo e cada palavra que sair e for pronunciada, e isto com certeza vai repercutir na vida dos que escutam e interagem na convivência existente ali.

É nosso dever como cristãos que somos, brilharmos em meio as trevas, conforme Jesus assim falou: ''Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre o monte; nem se acende a candeia e se coloca debaixo debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.'' (Mat. 5. 14-16).

Isto significa que seja onde for que estivermos, temos o dever de testemunharmos da nossa fé, não só com palavras, mas muitos mais com ações que justifiquem a nossa conduta cristã, e para tanto temos que buscar fazer valer a nossa fé, visto que cada um, sobretudo numa Universidade defende aquilo que pensa, e os cristão não devem desperdiçar esse relevante momento, de declarar a sua fé quando surgirem as oportunidades.

É bem verdade que o crente terá a sua fé provada, e até ridicularizada por muitos lá dentro da Faculdade, em alguns momentos até mesmo por professores, que as vezes numa postura anti-ética, não procedem com a dignidade, que a sua função em sí requer; sendo que as vezes acontece também de que em alguns casos, não seja nem pelo fato de que alguns professores e/ou alunos, queiram ridicularizar a fé do cristão, mas porque o próprio meio acadêmico exige que o universitário evolua, no sentido de está abertos para discussões, que as vezes naturalmente, vai bater de frente com a nossa fé, daí a necessidade de todo crente ter o dever de estudar a Bíblia Sagrada e também buscar fundamentar-se na Palavra e no conhecimento, sobretudo, naquele conhecimento que mesmo sendo secular, mas que possa ser coerente com os valores cristãos.

Convém salientar que há alguns conhecimentos éticos e morais, que corroboram com o pensamento cristão, como por por exemplo há alguns filósofos, e outros mais do campo do saber, que adotam uma postura que merece ser considerada, caberá ao crente que se preserva, ter o interesse em pesquisar, estudar e analisar, o que possa ser útil a ele e a sua fé.

O apóstolo São Paulo assim se expressou: ''Examinai tudo. Retende o bem.'' (I Tess. 5.21). Ou seja devemos ter esta criatividade e entendimento de que em momento algum, deve-se negligenciar o examinar, analisar e o refletir sobre este ou aquele assunto, o cuidado que devemos ter, é o de retermos o bem, ou seja, guardarmos somente o que for útil e servir para a nossa edificação, como também para a Glória Deus.

Não deixe de ler o próximo artigo, pois daremos continuidade a este assunto.

_____

Pr. Walfredo Soares de Lima é líder da Assembléia de Deus em Itaú/RN e licenciado em Filosofia pela UERN.

Um comentário :

  1. a paz gostaria que o amado pastor visse este video e desse uma posiçao no seu blog..

    Padre xinga protestantes de otário

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=82LCZcLH4Ok#!

    Um vídeo postado no Youtube com uma ministração do padre Paulo Ricardo de Azevedo Junior está causando polêmica. Durante sua ministração, o padre chamou os cristãos protestantes de otários e orgulhosos, por acreditarem em acesso direto e irrestrito a Deus.
    Pertencente ao clero da Arquidiocese de Cuiabá, o padre fala em sua ministração sobre a virgem Maria, e enumera as virtudes de Maria como intercessora diante de Deus, e aproveitando o tema, critica os cristãos protestantes por não aceitarem intermediários perante Deus. “E porque eu preciso dela, e porque não posso ir direto pra Deus, padre Paulo? Pare de ser orgulho criatura, por que você tem que ir direto? Isso é um negócio assim, o princípio protestante é um princípio orgulhoso. Existe protestante humilde, mas não existe protestantismo humilde. O protestantismo é orgulhoso”, afirma o padre.

    ResponderExcluir

COMENTE, todavia seja respeitoso e identifique-se, comentário "anônimo" não será postado. Obrigado!

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
 
Copyright © 2015. O ASSEMBLEIANO .
Design by Herdiansyah Hamzah . Published by Mais Template .
Creative Commons License